/* Pardot */

Estômago sem acidez

As pessoas com estômago sem acidez têm um risco especialmente elevado. A falta de acidez no estômago pode ser provocada por atrofia da mucosa gástrica (gastrite atrófica) ou pela utilização de medicação antiácida.

Um estômago é considerado sem acidez se o pH do ácido gástrico estiver permanentemente acima de 4,5. Muitas pessoas que sofrem de estômago sem acidez podem ter um valor de pH de 6,5–7,5, ou seja completamente neutro. 

A falta de acidez no estômago resulta quer da destruição das células secretoras de ácido gástrico devido a atrofia da mucosa gástrica (gastrite atrófica) ou à utilização regular de medicação antiácida que impede o funcionamento normal das células secretoras de ácido.

Riscos associados a um estômago sem acidez

Existem diversos riscos conhecidos associados a um estômago sem acidez. Quando o pH do ácido do estômago é demasiado elevado, as bactérias e as leveduras conseguem crescer e reproduzir-se no estômago. Estes micróbios aumentam a vulnerabilidade a infeções e aceleram a conversão do álcool nos alimentos e bebidas em acetaldeído que é classificado pela OMS como uma substância carcinogénica.

Uma acidez insuficiente do estômago pode também provocar mal absorção e deficiências de cálcio, ferro e vitamina B12 que estão associadas a perturbações incluindo a osteoporose, a anemia e a demência. Por razões ainda desconhecidas, a gastrite atrófica aumenta o risco de cancro gástrico num fator de 90.

Sintomas de um estômago sem acidez

Um estômago sem acidez pode provocar uma série de sintomas não-específicos que podem ser semelhantes aos da azia.  Outros sintomas incluem uma sensação de pressão no estômago, dores de estômago ou gases e eructação durante e após as refeições. Em muitos casos, contudo, um estômago sem acidez é praticamente assintomático ou os sintomas são difíceis de identificar como incomuns, particularmente se a condição é prolongada.